Ranking – Como funciona?

A partir de 2022, o Ranking dos guerreiros da Gladius Swordplay passa por uma remodelação para eliminar alguns elementos que não estavam sendo utilizados e para modernizar um pouco a mecânica de conquistas e otimizar alguns processos.

Assim, saem as pontuações antigas (Pontos de experiência, de arena, de honra, etc) e entram em cena os brasões.

1.) Proposta: 

Em vez de uma contagem linear de XPs, o processo de ranqueamento passa a contemplar uma frequência mínima aos treinos e torneios da Gladius Swordplay durante o ano. 

Os combatentes passam a ser designados por Níveis, começando em 1 (os novatos) e vão aumentando progressivamente, ano após ano. Conforme vai avançando pelos níveis, o combatente também conquista o direito de ter seu próprio brasão, que vai sendo incrementado a cada nível conquistado. 

Vantagens sobre o sistema antigo: 

  • Eliminação do trabalho de contabilização de XPs após cada treino (exceto para os novatos; ver abaixo).
  • A passagem de nível é feita no mês de janeiro de cada ano.
  • Para subir de nível, é preciso que o combatente compareça a um número mínimo de treinos e torneios no decorrer do ano. 
  • Além dos níveis, a superação do objetivo é representada por meio dos brasões que os combatentes podem conquistar e elaborar.
  • Os brasões também substituem os antigos “cards” e passam a ser elaborados pelos próprios combatentes, de acordo com regras pré-estabelecidas pelo Colégio Heráldico da Gladius Swordplay.

O que não muda: 

  • A lista de presença continua a ser preenchida em todos os treinos, mas agora por celular (acessando um Formulário específico).
  • A progressão dos 10 treinos iniciais obrigatórios para combatentes novatos continua como era, assim como a restrição do uso de certos equipamentos.
  • O nível do guerreiro na Gladius não influencia a hierarquia dos clãs que usam esse mecanismo internamente. 

2.) A progressão: 

Para passar para o próximo nível, o participante deve, obrigatoriamente, participar de ⅔ de todos os treinos oficiais da Gladius promovidos no decorrer do ano e ⅔ dos torneios e eventos especiais do grupo.

Exemplo: Em um determinado ano, houve 19 treinos e 4 torneios. O combatente precisa ter participado de: 

  • ⅔ de 19 treinos: 12,6 treinos (12 treinos)
  • ⅔ de 4 torneios: 2,6 (2 torneios)

(As frações são desconsideradas no cálculo. No caso dos torneios, se houver somente um torneio no decorrer do ano, a presença nele é considerada obrigatória).

No mês de janeiro do ano seguinte é feita a contabilização das presenças conforme a lista comparecimento de cada treino e evento. Os participantes que atendem aos critérios são promovidos para o próximo nível.

Importante: Todos os combatentes veteranos da Gladius começam o ano de 2022 automaticamente no nível 3 (ver abaixo). 

Os brasões e a substituição dos cards

Com o novo modelo de ranking, os combatentes podem criar seus próprios brasões inspirados nos escudos e na arte heráldica do período medieval. Conforme o combatente progride e vai ganhando níveis, ele pode acrescentar elementos ao seu brasão e deixá-lo cada vez mais elaborado. O brasão do combatente passa também a substituir o seu respectivo card no site da Gladius.

É importante citar que ter um brasão não implica em nenhum “título de nobreza”, sendo uma honraria meramente decorativa.

Vantagens:

  • Os guerreiros passam a ter um objetivo claro para buscar a promoção ao próximo nível, e a promoção fica atrelada ao comparecimento frequente aos treinos e torneios da Gladius. 
  • É uma maneira de fazer com que os combatentes exibam sua criatividade e identidade na criação do próprio brasão.  
  • Os brasões são elaborados pelos próprios participantes (de acordo com regras publicadas no site), ao contrário da criação e atualização dos cards que era centralizada na Diretoria do grupo.
  • Todas as artes devem seguir padrões pré-definidos (em relação a cores, formatos, tipos de desenhos que são aceitáveis e os que não são) e passam pelo crivo do Colégio Heráldico, um comitê que pode aprovar, sugerir adequações ou rejeitar os brasões.
  • A atualização dos brasões no site é feita somente uma vez por ano.

3.) Como funciona: 

Cada vez que um guerreiro é promovido a um novo nível, ele tem a opção de acrescentar novos elementos em seu brasão. O brasão começa bem simples, apenas com uma ou duas cores. Conforme o guerreiro vai evoluindo, ele pode deixar o brasão mais incrementado. E todos os anos, no aniversário da Gladius Swordplay, haverá a cerimônia da consagração dos brasões (ver abaixo). 

Haverá um material disponível no site para que os guerreiros usem na elaboração do seu brasão.

Todos os brasões serão também submetidos a um comitê (o Colégio Heráldico da Gladius Swordplay; ver abaixo) que fica responsável por analisar e aprovar os brasões submetidos pelos guerreiros, verificando se estão em acordo com as regras de criação. 

Exemplos de brasões:

Nível 1: Sem escudo. Como combatentes novatos não podem usar escudos, ainda não conquistaram o direito a um brasão também. 

Nível 2: Neste nível, o guerreiro pode ter um escudo somente com padrões geométricos, usando as linhas heráldicas, campos ou peças conforme apresentado no guia do Colégio Heráldico.

Exemplo de brasão nível 2.

Nível 3: O guerreiro pode incluir figuras heráldicas como animais, plantas, criaturas mitológicas, armas, ferramentas, estruturas, etc. no desenho do brasão. 

Exemplo de brasão nível 3.

Nível 4: Pode-se acrescentar armas ao brasão, que ficam posicionadas atrás do escudo. Elementos comuns incluem lanças, espadas, machados, etc. Dependendo do gosto do guerreiro, podem ser também ferramentas (para os forjadores), instrumentos artísticos, etc.

Exemplo de brasão nível 4.

Nível 5: Neste nível é possível acrescentar os suportes ao brasão. Suportes são animais ou criaturas mitológicas que ficam uma de cada lado do escudo.

Exemplo de brasão nível 5.

Nível 6: Neste nível o guerreiro escolhe um lema, colocado embaixo do brasão. É uma evolução daquela frase ou citação que havia nos cards antigos. 

Exemplo de brasão nível 6.

Importante:

  • O brasão pode ter o formato do escudo heater, redondo ou retangular (scutum), representando os formatos mais comuns de escudo que existem na Gladius atualmente. A escolha do formato do brasão fica a critério de cada combatente.
  • As cores do brasão do guerreiro não precisam necessariamente ser as mesmas do clã do qual ele é membro. 
  • O guerreiro pode, caso queira, criar (ou comprar) um escudo com as cores e os desenhos do seu brasão para participar dos treinos também.
  • Se o combatente não tiver habilidades artísticas, é possível encomendar o seu brasão com algum outro membro do grupo, ou mesmo com artistas que não façam necessariamente parte da Gladius Swordplay.

Cerimônia de consagração dos brasões: 

Nessa cerimônia, que ocorre no dia do Torneio de Aniversário do grupo, os brasões são oficialmente entregues aos guerreiros, que podem utilizá-los dali por diante (ou até serem promovidos novamente e terem direito a acrescentar novos elementos ao seu brasão). Nessa cerimônia os novos brasões são revelados e oficializados, como numa entrega de diplomas.  

3.) O Colégio Heráldico:

O Colégio Heráldico da Gladius Swordplay – COLHER é formado por um grupo de participantes com experiência artística que se reúne todos os anos para avaliar os brasões propostos pelos guerreiros. 

Importante: membros do Colégio Heráldico não recebem nenhuma remuneração do grupo Gladius Swordplay, nem têm nenhum privilégio ou cargo no grupo. É somente uma posição honorária. 

Atribuições do Colégio Heráldico:

  • Verificar se os brasões enviados pelos combatentes estão de acordo com as regras de design e heráldica.
  • Caso não estejam, o Colégio Heráldico pode sugerir modificações aos combatentes (no caso de haver brasões muito parecidos entre si, conflitos com cores ou figuras no design, elementos impróprios, etc).

Os componentes do COLHER são escolhidos exclusivamente pela Diretoria da Gladius Swordplay, e a participação no Colégio é facultativa.

Está pronto para criar seu próprio brasão?

Então acesse a nossa página sobre Heráldica e conheça todas as orientações e regras para a criação do seu brasão.