Regras para Armaduras e Escudos

ArmadurasPost

Armaduras e escudos são equipamentos que protegeram os corpos dos guerreiros em combate desde a antiguidade até o fim da Idade Média, quando as armas de pólvora começaram a se tornar mais comuns nos campos de batalha. Para a prática do Swordplay, o uso de armaduras e escudos foi planejado para enfatizar a estética e o uso intuitivo em combates, com regras simples e eficientes.

 

Armaduras “passivas”

Equipamentos denominados como armaduras “passivas” são placas ou peças que recobrem certas partes do corpo do combatente. Uma vez que esteja protegida, a parte do corpo em questão se torna invulnerável em combate, e, se for atingida em combate, não resulta no desmembramento (conforme as regras de desmembramento) ou a perda de pontos de vida (conforme as regras de combate por pontos). Essencialmente, uma área protegida por uma peça de armadura se torna uma área de contato neutra.

O corpo do combatente é dividido em 10 áreas de impacto, de acordo com o gráfico ao lado.  O guerreiro que desejar tornar uma parte do corpo invulnerável nos combates deve cobri-la com uma peça de armadura. Dependendo da área coberta, a armadura passa a valer um determinado número de pontos (denominados de Classe de Armadura, em homenagem ao RPG Dungeons & Dragons).

O valor da Classe de Armadura é calculado ao final do processo, e ser igual ou menor que o limite estabelecido pela organização do treino ou evento.

 

Armaduras “ativas” (Escudos)

Escudos, de maneira geral, são definidos como armaduras “ativas”, pois podem ser manipulados pelos combatentes para defletir ataques contra áreas do corpo que não estão protegidas por armaduras. O valor de pontos de um escudo no cálculo da Classe de Armadura varia de acordo com o seu tamanho em relação ao corpo do combatente:

  • 1 ponto: Broquel (tamanho: do cotovelo até a ponta dos dedos)
  • 2 pontos: Escudo médio (tamanho: do ombro até a cintura)
  • 3 pontos: Escudo grande (tamanho: do ombro até o joelho)
  • 4 pontos: Escudo de corpo (do ombro até os pés)

 

Calculando a Classe de Armadura

Para calcular a Classe de Armadura, basta somar o número de pontos das armaduras passivas e ativas. Nos torneios e treinos da Gladius Swordplay, definimos o limite de Classe de Armadura em 4 (quatro) pontos.

Obs.: Torneios ou jogos de combate específicos podem ter limites ou especificações diferentes para a classe de armadura. Os participantes são comunicados antecipadamente.

 

Materiais

As peças de armadura podem ser construídas com materiais tradicionais (como couro e metal) ou modernos (como plástico ou espuma EVA). Independente do material utilizado, as armaduras protegerão a parte do corpo da mesma maneira.

Escudos podem ser construídos com a base em madeira, eucatex, papelão ou espuma EVA, entre outros. Entretanto, a superfície de impacto deve ser sempre recoberta por uma camada de espuma, assim como o rebordo do escudo. Mais orientações sobre a construção dos escudos podem ser encontradas clicando aqui.

 

Construção

Armaduras e escudos devem ser construídos sem pontas ou cantos “vivos”, especialmente se forem feitas de materiais rígidos como plástico ou metal. As peças de armadura passiva devem cobrir no mínimo 75% da área de contato para serem consideradas válidas.

A espessura mínima para que a peça de armadura seja considerada válida varia de acordo com cada material:

  • Couro: 4 mm
  • Metal: 1,5 mm
  • EVA: 10 mm
  • Plástico: 2 mm

É possível combinar materiais na construção das peças de armadura, de acordo com o aspecto estético desejado. Exemplos:

  • Braceletes feitos em EVA e recobertos com couro sintético;
  • Peças em couro com apliques, rebites ou fivelas de metal.
  • Entre outros. Use a criatividade 🙂

 

Condições de uso

O uso de peças de armadura e escudos está sujeito a condições específicas:

 

HeaderArmadura

Comentários estão fechados