Escolhendo o calçado certo para a batalha

CalçadosHeader

A caracterização do combatente no swordplay (seja com um uniforme esportivo de combate ou, preferencialmente, com um traje inspirado no período medieval como um tabard ou surcoat) é tão importante quanto a escolha correta dos calçados que serão usados durante as batalhas.

CalçadosLegendaExistem algumas variáveis que devem ser consideradas, como o tipo e as condições do terreno onde os combates serão disputados, além das características do próprio guerreiro (se é mais rápido e precisa de um calçado mais leve, ou se é um “tanker”, que segue a passos mais lentos para moer o exército adversário).

Assim, apresentamos abaixo uma análise dos vários tipos de calçado já vistos pelas batalhas campais dos grupos brasileiros e o quanto cada um é adequado para cada situação.

Ficha-tenisProvavelmente o tênis é o tipo de calçado mais utilizado nos treinos e nas atividades em geral dos grupos de Swordplay. Entre os motivos está o fato de que o tênis é um calçado que praticamente todos os participantes possuem e já utilizam no dia-a-dia. Os tênis, de maneira geral, são calçados leves, resistentes (os de boas marcas, pelo menos) e adequados a quase todos os tipos de terreno. Os de melhor qualidade têm sola de borracha, que aumenta o atrito em praticamente todas as superfícies; tênis inferiores costumam ter solas de plástico ou poliuretano (P.U.), e, embora mais leves, acabam apresentando problemas que fatalmente resultam em escorregões e tombos em pisos mais lisos ou molhados.

 

Ficha-allstarTênis do modelo All-star são um caso especial. Apesar da sua sola não ter ranhuras profundas (o que o torna inadequado para a maioria dos terrenos granulosos ou escorregadios), a sola do All-star é feita com um tipo de borracha que o torna próprio para pisos de concreto. Criado em 1917 como calçado para a prática do basquete, o All-star pode ser considerado um equipamento especializado para terrenos sólidos e duros, como pisos de concreto e quadras esportivas. Quando colocado à prova em outros campos de batalha, entretanto, ele perde muito do seu rendimento (sem falar que é um saco lavar o tecido de um All-star sujo de barro). Especialmente, não é recomendado para pisos granulosos: como apresenta ilhoses relativamente grandes para os cadarços e também perfurações na parte interior da curvatura do pé, pouco acima da sola, a pessoa que usar um All-star neste tipo de terreno vai sofrer com o desconforto dos pedriscos e da areia espetando os pés por dentro do calçado.

 

Ficha-descalcoExistem pessoas gostam de participar descalças de uma batalha campal. Entretanto, nem sempre é a melhor ideia. Com exceção óbvia dos pisos de areia (pois não é preciso se preocupar com areia entrando pelas bordas do calçado), combater descalço deixa o espadachim exposto a vários acidentes em potencial: topadas no dedão, cortes ao se pisar em pedriscos pontiagudos ou objetos cortantes caídos no gramado (com a chance de contrair tétano no processo), e até mesmo a possibilidade desagradável de se pisar em um monte de cocô de cachorro — e, se pisar num desses com o pé calçado já é ruim, imagine descalço!

 

Ficha-coturnoO coturno, ou bota militar, sem dúvida é a melhor escolha para praticamente qualquer tipo de terreno. Além da proteção nas canelas e da sola de ranhuras profundas (o que aumenta o atrito em terrenos instáveis como barro e areia), o coturno é um tipo de calçado que pode ser usado sem problemas com um uniforme esportivo ou para complementar o traje do personagem em um live-action. Um pouco mais pesado que os tênis (devido à resistência que proporciona), o coturno pode reduzir a velocidade dos combatentes mais velozes, mas a sua versatilidade e durabilidade compensam essa desvantagem. Afinal, não é a toa que essas são os calçados usados pelos exércitos e divisões de combate de todo o mundo, atualmente.

 

Ficha-crocsFala sério… combater usando Crocs? Além de ser um calçado que só fica bem em crianças com menos de 5 anos de idade, os materiais e as formas são totalmente inadequados à prática do swordplay. Basta tentar imaginar qualquer exército, histórico ou atual (300 de Esparta, alguém?) usando crocs no campo de batalha. Uma verdadeira abominação.

Comentários estão fechados.